10 anos trabalhando e gerando receita pela internet

Comecei a vender produtos digitais por acaso, os infoprodutos sequer tinham esse nome. Em 2007, comecei a oferecer um arquivo digital através do PagSeguro.

Tudo ainda era muito manual e sem o conceito que temos hoje sobre páginas de venda, automação de emails, campanha de venda através do Facebook Ads ou Google AdWords. Desde então, foram quase duas mil vendas somente na Eduzz, onde mantenho meus infoprodutos no último ano.

Quero compartilhar um pouco do que aprendi neste longo caminho.

Veja o que já estão fazendo por aí, não copie, faça melhor

Lembre-se, provavelmente seu produto já possui um concorrente de peso. Tente-se espelhar, eu não disse copiar, e use sempre o bom senso.

Tenha um domínio próprio

A primeira grande mudança que realizei quando quis aumentar o meu número de vendas através da internet foi realizar a aquisição de um domínio próprio.

O domínio próprio permite que você tenha uma presença de marca mais confiável e também permite que você possa mandar todos os e-mails com o domínio da sua marca.

Você pode utilizar o Registro.br para dominios .com.br, ou qualquer outro serviço de compra de domínios no exterior para outras terminações de URL.

Landing pages e páginas de captura

Como eu te falei anteriormente, se o produto já deve ter um concorrente, então você pode verificar as práticas utilizadas. E com certeza, uma delas é uma página de destino ou Landing Page.

Nesta página de destino foco é unicamente a captação de e-mail para envio de oferta posterior, ou seja uma página de captura, ou uma página de vendas otimizada para conversão.

Em ambos os casos, novamente seus concorrentes diretos ou indiretos são uma boa base de conhecimento para a elaboração da sua página de vendas.

Na internet, o comportamento é outro

Uma venda não começa na divulgação direta do produto, usuário na internet tem um comportamento diferente de alguém que vai à um supermercado ou um shopping center atrás de um determinado produto.

Na internet, o usuário muitas vezes está em busca de uma solução para um problema específico ou na maioria das vezes seu foco não é a compra de um produto digital. Então cabe a você e a sua estratégia de comunicação, convencê-lo de que seu produto digital é uma oportunidade de solução rápida e barata.

Pautar sua estratégia de vendas em uma boa comunicação, um bom conjunto de fotos e imagens, vídeos, textos de apoio, e-mails, página no Facebook, grupos no Facebook, área de perguntas e respostas, é o que pode e fará a diferença na hora da sua conversão.

Minha estratégia

Hoje a minha estratégia principal é evitar a venda direta, mas trabalhar a captura de um e-mail. Para isso, mantenho alguns blogs, páginas no Facebook, uma estrutura com automação de emails na leadlovers e claro, toda a bagagem que acumulei nesses últimos anos.

Veja que não é algo trivial, por isso eu não poderia dizer que algo que pode se fazer com uma fórmula, guia o plano pronto, trata-se de um planejamento complexo, muitas vezes individual e que passa por diversas etapas de maturidade do seu negócio digital.

Eu comecei de uma maneira muito amadora, mas hoje se você pretende fazer algo impactante e relevante no seu orçamento mensal, com lucros através de vendas de produtos digitais, recomendo que não tente que começar como eu comecei.

Se no passado eu tivesse os recursos que existem disponíveis hoje, provavelmente me sentiria não só mais acolhido neste mercado, como teria uma curva de aprendizado muito mais acelerada.

Eu não sou a melhor pessoa para te explicar tudo isso, por isso recomendo fortemente que veja os conteúdos que são produzidos pelo Gustavo Freitas.

Aprenda mais sobre páginas no Facebook comigo.

admin
Especialista em Marketing Digital que quer fazer a sopa de letrinhas do nosso mundo ser mais fácil de engolir.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *